RH Ágil e o casamento perfeito entre o RH e a Agilidade

Automação crescente nas atividades, necessidade de novas habilidades num mundo incerto, locais de trabalho inclusivos, processos flexíveis e foco nas pessoas. Com estes e muitos outros desafios, o RH vem ganhando um papel cada vez mais estratégico. Como é a área que lida com pessoas, o RH tem o potencial de promover novos pensamentos, atitudes e práticas, ou seja, pode ser a porta de entrada de uma nova cultura e de transformações na organização.

O RH sempre deu foco na implementação das normas, políticas e controles, e isso por muito tempo foi o suficiente! Contudo, num mundo cada vez mais complexo e incerto, regras rígidas e padrões podem se tornar gargalos para a flexibilidade, adaptabilidade e inovação que o mercado exige.

Num cenário onde o RH deve responder a constantes mudanças e o foco é no cliente interno, o mindset ágil e a cultura ágil podem ser uma resposta muito eficiente para o RH das organizações.

RH Ágil ou Agilidade no RH?

Scrum, Kanban e outros frameworks/métodos ágeis que ganharam notoriedade na TI podem ser aplicados no RH (e em outras diversas áreas) e, consequentemente, levar a agilidade ao RH.

Indivíduos e interações mais que processos e ferramentas
Software em funcionamento mais que documentação abrangente
Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
Responder a mudanças mais que seguir um plano

(manifesto ágil de desenvolvimento de software — https://agilemanifesto.org/)

O RH Ágil é um assunto mais amplo e corresponde a uma releitura do manifesto ágil e seus princípios para a área de RH:

Manifesto Ágil do RH

Mais redes colaborativas e menos estruturas hierárquicas
Mais transparência e menos sigilo
Mais adaptabilidade e menos prescrição/rigidez
Mais inspiração e engajamento e menos gerenciamento
Mais motivação intrínseca e menos recompensas extrínsecas
Mais desejo e menos obrigação

Ágil é cultura, e não se muda cultura sem mudar as ferramentas, os processos e as metodologias. Porém, mais do que implementar Scrum e Kanban, você pode colocar em prática os princípios ágeis nos seus processos e tarefas do RH para fomentar a tão falada Transformação Ágil.

RH como Guardião da Cultura Ágil

Se você faz parte do RH de uma empresa pode estar se perguntando: Como começar? Onde implementar o ágil? O que posso propor?

O fórum econômico mundial, no artigo Moldando Estratégias de Pessoas na Quarta Revolução Industrial, deixa temas bem interessantes onde a agilidade pode agregar muito valor no RH:

  • Desenvolvimento de novas habilidades para o 4 RI
  • Tecnologia
  • Construindo uma cultura de aprendizado ágil
  • Incorporando Diversidade e Inclusão
  • Estabelecendo Métricas para Valorizar o Capital Humano
  • Aprimorando a experiência do funcionário

Pense em suas últimas campanhas e projetos de RH. Você considerou os itens acima? O colaborador com suas necessidades e percepções estava no centro destas ações? Os processos criados eram flexíveis e adaptativos ou se tornaram gargalos?

Se a resposta para os itens acima não são muito positivas ou você está começando a navegar no universo do RH Ágil, vamos deixar aqui algumas dicas para você colocar estes princípios em prática:

  1. Employee Experience: Mapeie a jornada do colaborador. Pense em todas as ações do colaborador e seus pontos de contato. Use a empatia para captar quais são as etapas destas jornadas que causam mais desconforto e insatisfações. Muitos projetos promissores podem nascer daí.
  2. Estruturas Organizacionais Ágeis: Times multidisciplinares, squads, holocracia e outras formas de organizar as pessoas. O RH tem agora o papel de repensar a forma como as equipes trabalham e facilitar a autonomia e a tomada de decisão mais ágil.
  3. Feedback e Métricas: Não faz mais sentido esperar a famosa avaliação desempenho. O feedback deve ser constante e o que se espera das pessoas deve ser transparente para todos. OKR pode oferecer um método ágil e seguro para isso.
  4. People Analytics e Qualificação: Use os dados para entender melhor as pessoas e como a organização pode ajuda-lo a trabalhar melhor e mais felizes. Soluções de treinamentos padronizados geram altos custos e baixos benefícios.
  5. Repensar o Papel das Lideranças: Agilidade tem uma relação direta com confiança, transparência e autonomia. Líderes que defendem seu poder e agem ainda no modelo comando e controle serão barreiras para ao estabelecimento de uma nova cultura. Qualifique seus lideres, proponha retrospectivas reflexivas e coloque em evidência o que é mais importante: as pessoas!

Nós da .add estamos sempre propagando o mindser ágil em diversos contexto, por isso criamos em nosso programa educacional o Circuito RH Ágil. Vejam alguns testemunhos de como foi a última turma no RJ:

https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6646132081007091712/

https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6643162098610249728/

https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6643573654225510400/

https://www.linkedin.com/feed/update/urn:li:activity:6645382244829585408/

--

--

Consultor de inovação e Facilitador de processos ágeis

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Luiz Coelho

Luiz Coelho

Consultor de inovação e Facilitador de processos ágeis